Arquivos do Website:

Como fazer um currículo


O currículo reúne os dados pessoais e profissionais do candidato. O documento deve valorizar suas qualidades profissionais e sua experiência pessoal. Coloque as informações de forma ordenada, objetiva e resumida. Se tiver experiências profissionais variadas, organize tudo por tópicos. A seguir, veja como elaborar um currículo atraente e eficiente!

 
Imagem: www.magazineluiza.com.br

Apresentação Geral:

Um currículo deve ser simples e moderno. Pode ser datilografado, mas a elaboração em computador dá melhor aparência ao documento. Digite em preto e não exagere no uso de recursos gráficos como cores, marcadores e ilustrações.

Linguagem:

A linguagem deve ser direta, impessoal e objetiva. O texto deve ser impecável, sem erros de ortografia ou concordância verbal.

Tamanho:

O ideal é que ocupe apenas uma página, mas pode chegar a duas ou três páginas, se o candidato possuir uma extensa - e significativa - bagagem profissional.


Dados Pessoais:

É fundamental colocar corretamente os seguintes dados pessoais: nome por extenso, idade, estado civil, endereço, telefone para contato e e-mail (se for o caso). Também é importante informar a data da última atualização do currículo.

Objetivo Profissional:

Diga o que você busca no mercado de trabalho e deixe claro qual vaga você gostaria de ocupar. Certifique-se de que o cargo pretendido é compatível com as suas qualificações profissionais.

Salário Pretendido:

Evite colocar este item, a menos que seja uma exigência da empresa. Se não houver outra saída, informe o salário mínimo aceitável e também a remuneração que você considera adequada. Antes, porém, faça uma pesquisa para saber qual é a realidade do mercado.

Formação Acadêmica:

Reúne os dados sobre a escolaridade do candidato. Informe onde estudou, colocando as datas de início e de conclusão de cada curso. Se tiver algum curso incompleto, informe também. Cursos de especialização, pós-graduação, mestrado e MBA merecem atenção especial. Cite-os em ordem de importância, colocando primeiro aqueles de maior destaque, mencionando onde e quando estudou.

Qualificações:

Espaço reservado aos conhecimentos adicionais. No caso das línguas estrangeiras, é fundamental ser sincero quanto ao grau de conhecimento porque isso será avaliado na entrevista pessoal. Descreva também, resumidamente, suas qualidades e características pessoais.

Experiências Profissionais:
Cite as empresas para as quais trabalhou, o período de permanência, os cargos exercidos e as atividades que desenvolveu. Inicie pela experiência mais recente até a mais antiga. Não use termos técnicos ou expressões rebuscadas. Destaque as atividades relacionadas ao cargo em disputa. Não mencione experiências em cargos que não deseja mais exercer. Caso não tenha qualquer experiência profissional, deixe este item de fora do currículo.

Informações Pessoais:

Relaciona outros dados que tenham contribuído para o seu enriquecimento profissional,tais como a participação em congressos, fóruns e seminários. Cite apenas as experiências importantes.

Referências Profissionais:

Estes dados só devem constar no currículo se isso for uma exigência da empresa. O mesmo ocorre no item referências pessoais.

Fechamento:

Consiste no local, data e assinatura do currículo.


Dica Importante: Não coloque pauta (uma linha) no local da assinatura. Afinal, o selecionador espera que você tenha um mínimo de coordenação motora para preencher espaços sem precisar desse recurso.